Páginas

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Experiência Instantânea: Procura-se

Sinto uma inquietação em mim.
Estou farta de me sentir burra, inútil, com pouca experiência.
Estou cansada de ir a entrevistas e ouvir o tenebroso "Eu depois digo-lhe qualquer coisa". Como é que querem que as pessoas tenham experiência se ninguém lhes dá a mão pela primeira vez?! Porque é que querem obrigatoriamente estagiários a trabalhar de graça e já com todos os ensinamentos e experiência do mercado de trabalho?

Estou mesmo cansada.

Cansada de mandar currículos e nos dias seguintes aguardar ansiosamente por uma chamada. De ter um ataque cardíaco sempre que o telemóvel toca. De querer estar o mínimo tempo possível longe do telemóvel porque entrevistador só liga uma vez, e depois passa ao próximo.
Cansada de só ser chamada para os trabalhos que por alguma razão eu não posso fazer (ou porque calha em cima do horário do Mestrado, ou porque são tão longe que não chegaria a tempo ao mestrado ou porque, simplesmente, sei que não tenho jeito para andar de porta em porta a vender coisas.)

Hoje enviei mais dois currículos, um deles se me chamarem deve ser no Porto (com a minha sorte...), o outro nem estou a contar que me chamem. E se chamarem, não espero que me escolham.


É assim a vida de um recém-licenciado em Comunicação que não teve hipótese de, durante a licenciatura, fazer estágios. É por isso que eu digo meninos: Não têm tempo? Arranjem. Acreditem que vai fazer mesmo diferença.


Ps1 - Não sei porque é que o blogger decidiu que eu seria de signo Touro. Sou capricorniana com muito gosto, ok?

Ps2 - Hoje estou bloggeira aparentemente!

2 comentários:

Janeisa Tomás disse...

Querida não desanime, vc. há de conseguir um trabalho bem legal na sua área, é uma questão de stempo, pense positivo sempre.
Olha só, hoje é que entrei no seu perfil e vi que vc. é de Cascais. Super coincidência, morei por 5 anos aí e ainda temos a casa, na Rua D. Diogo de Menezes no Cobre. Passo sempre minhas férias de julho em Portugal, já que meu marido é daí e meu filho mais velho também nasceu ái em Lisboa.
Super beijo!

LikeSnow disse...

É... mas é complicado... Uma pessoa perde a motivação... Ontem fui a uma entrevista num lugar que eu adoraria trabalhar. Não me pagam nada mas amo o trabalho... A senhora era muito simpática e pareceu gostar de mim mas lá está... Somos tantos e todos tão simpáticos e com vontade de trabalhar... Nem consigo ficar chateada com as pessoas por não me escolherem... É a vida...

É, eu moro no Estoril, pertinho do cobre de carro! Moro mesmo ao lado do Casino!!! Que coincidência ehe temos que combinar uma saídinha para o ano que vem em julho então!!

Grande beijo, obrigada por comentar e pela força!